‘Uncle Kent’ aborda a influência das mídias no comportamento social

Até que ponto as novas mídias podem influenciar no comportamento social? Parece que na vida de Kent, muito. Ele é o personagem principal de Uncle Kent, do diretor Joe Swanberg. Apresentado no Festival de Sundance do ano passado, Uncle Kent é uma comédia dolorosamente fiel à vida moderna sobre o envelhecimento, a solidão, desejos e intimidades de pessoas que começam amizades pela internet.

Kent é um animador de 40 anos que é incapaz de estabilizar sua vida pessoal. Sua vida é um naufrágio, passa seus dias desenhando caricaturas e surfando pela internet a procura de encontros casuais. No Chatroulette, começa a ter uma relação ambígua com uma jovem do Rio de Janeiro, Kate (Jennifer Prediger), que já tem um  namorado. Quando Kate chega à Los Angeles a negócios, ela vai para casa de Kent passar o fim de semana. Ele tentará a todo custo dormir com sua nova visita.

Kent se torna uma triste figura cujo os vícios destacam seu medo do mundo real. No final do dia, ele sempre volta para sua caverna para encontrar consolo em sua tela de computador.

Anúncios

Sobre dan_nielborges

Caçador de músicas por natureza, fissurado em cinema e apaixonado por fotografia.
Esse post foi publicado em Cinema e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s