Crítica: Carros 2

Relâmpago McQueen e seu amigo Mate estão de volta para viver mais aventuras ao redor do mundo. Eles querem ganhar o Grande Prix Mundial e, com isso, o título de carro mais rápido do mundo.

Carros já era definitivamente o pior filme da Pixar, mas agora, o cargo passou para Carros 2. Na tentativa de mudar o foco da aventura, o estúdio criou um filme bobo e previsível. Diferente de Toy Story, a animação dá vida aos objetos deixando-o irritante, e assemelhando com o desenho Thomas e Suas Amigos, do canal Discovery Kids.

É quase impossível não comparar com os outros filmes do estúdio. A qualidade visual é indiscutível. Um belo filme, com bastantes detalhes e boas sequencias, mas que, infelizmente, peca no roteiro. Até mesmo o curta Toy Story Toons: Férias no Havaí consegue ser melhor que o longa e ainda deixar um gostinho de quero mais.

Será bullying falar que algo da Pixar é ruim? Carros 2 é um bom filme infantil de espionagem, feito, definitivamente, para as crianças.

Gostou? A partir dessa semana teremos as resenhas produzidas por Rafael Rocha do Filmes do R2

Anúncios
Esse post foi publicado em Cinema, Crítica e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s